Quarto & Sala

<



>

chez sabet

Fotos: Gabriel Valdivieso

Texto: Gabriel Valdivieso

caroline do amaral sabet. carol sabet. sabet. menina sensível, dos olhos verdes, ora acinzetados, ora amarelados, sempre enigmáticos. não poderia ter para sua morada um lugar convencional, desses daí do mercado. são tantas as suas paixões, seus estudos, seus talentos, que coordenou para si um refúgio em são paulo, uma cabana pós-moderna para chamar de sua.

não conseguiria se deixar envolver pela onda cinza do concreto. menos ainda pelos tons fortes que se usam nas decorações-poulain contemporâneas. precisou da natureza (urbana) ao seu redor. da palha das palmeiras tecidas qual cortina para filtrar o pôr-do-sol absurdo que acontece no caminho para a zona sul da cidade. precisou das luzes natalinas a pirilampear tais quais vaga-lumes. dos estudos anatômicos que não nos deixam esquecer, por um minuto sequer, de que somos todos feitos de carne & osso. carol, sabet, pensa o mundo em modo seu, observando o cosmos e o crescer das plantas de plástico. não-óbvio assim.

ama se balançar pois o vento em seu rosto não a deixa esquecer da grandiosidade do mundo. suas raízes são brasileiras e egípcias. passam pela inglaterra também, arriscaria ainda mais. ama festejar, criar, rir. mas ama e pede silêncio, espaço, ar. essa menina mulher da pele alva é assim tão ela que  tudo o que é seu tem uma história a contar. e é assim, dessa maneira fotográfica que passamos a compreender melhor o tamanho deste universo chamado, repito, carol sabet!


NEWSLETTER

CADASTRE SEU EMAIL PARA RECEBER AS ATUALIZAÇÕES DO QUARTO&SALA

QUARTO & SALA
Todos os direitos reservados
® Copyrights 2009
Made with Cherry Flavour